Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘criancas’

Quando criança ousava imaginar que eu era a princesa a espera do príncipe, a Bela Adormecida, a Branca de Neve, a Rapunzel presa na torre, mas que era solta pelo amor, alias todas as princesas sempre acabavam com final feliz e libertas de algo por seus príncipes, através de um beijo o amor se revelava a elas…

Acredito que ainda hoje possa existir príncipes e princesas, homens libertando mulheres e vice-versa, a força do amor não existe apenas nos contos de fadas, elas transcendem a fantasia…

Talvez ao ler isso você esteja imaginando que eu seja Alice no Pais das Maravilhas, afirmo que não, mas foi na recordação de minha infância, de minha capacidade lúdica e fantasiosa própria de criança que fui impulsionou hoje adulta a escrever sobre a beleza do sonhar e assumir papeis de seres vitoriosos…

Sonhar faz parte de nossa vida, porém quando crescemos sonhamos de forma diferenciada da criança, mais ainda sonhamos, contudo aos poucos vamos perdendo a coragem de revelar  nossos sonhos, que por vezes são julgados como infantis, mas afirmo quem perdeu a capacidade de sonhar, perdeu também a capacidade de viver…

Tenho uma lista de sonhos, desejos a pequeno, médio e longo prazo e são nos momentos mais difíceis que estes sonhos me impulsionam, acredito sempre que o amanhã será melhor, que o sonho que nasce na fantasia e no intimo de uma alma ninguém pode impedi-lo de se realizar, alias há sim alguém capaz de tal crueldade, o sonhador, este é o único capaz de fazer com que sonho não se realize…

Sonhar não é apenas idealizar algo irreal, incapaz de acontecer, fora do plano natural, sonhar é traçar metas, dar prazos, sair da zona de conforto e ir além de si mesmo, fazendo com que nosso Ego se fortaleça na realização dos feitos que só um “Eu” amadurecido é capaz de realizar…

Realizar um sonho é dizer para si mesmo, EU POSSO, sou capaz..

Read Full Post »

Ao observar meu jardim!

Cada um de nós passa pela experiência de contar o tempo…

O tempo que ficamos fora de casa, o tempo que passamos com quem amamos, o tempo da espera por alguém querido, o tempo que levamos de um lugar para o outro, enfim… No corre-corre de minha casa observei o quanto olhamos para o relógio, o quanto trabalhos em função de acertar o tempo, de chegar em tempo.

Me vi sendo uma só e precisando ser três e quem disse que não consigo, mas no final do dia observei que por algum motivo a exaustão chegou em tempo…

Mas somente agora sentada e observando o quanto a casa fica calma, quando as crianças dormem, o quando é possível “ouvir o silencio”, o quanto o tempo passa lentamente ao som de suas respirações, mas o quanto foi bom ter passado um bom tempo de minha vida permitindo que eles fossem sendo tecidos em meu ventre, são eles: meus filhos, os três motivos que tenho para olhar para o relógio e ver que ainda ha tempo…

Tempo de amar, de colocar no colo, de chorar junto, de vibrar juntos as conquistas, de apenas sentar-se na varanda deixando que o tempo passe lentamente ao som de “Öoooo mãe”…

Senti arder hoje em mim, esse sozinho, que meus ouvidos ouvem a cada manhã agitada de uma casa povoada por dois cravos e uma rosa que acharam graça diante de mim e vieram passar um tempo comigo e com meu esposo para provar-nos sempre ha tempo de recomeçar…

Aos meus tesouros que me ensinam a cada despertar que o tempo não é contado pelos dias, mas pela intensidade de cada hoje que sou capaz de parar para amar e regar o meu jardim para que cresça e floresça alem das cercas do meu lar…

Feliz dia das crianças!!!

Read Full Post »